Paisagens do Nordeste: As cores do sertão 1

As cores do sertão 1


São Mamede / PB
Foto: Renata Cavalcante



Currais Novos / RN
Foto: Carla Belke



Vale do Catimbau / PE
Foto: Carla Belke



Barcelona / RN
Foto: Carla Belke



Acari / RN
Foto: Carla Belke



Buíque / PE
Foto: Gustavo Bettini



Currais Novos / RN
Foto: Adriano Santori


A TERRA

"Ao sobrevir das chuvas, a terra, como vimos, transfigura-se em mutações fantásticas, contrastando com a desolação anterior.

Os vales secos fazem-se rios. Insulam-se os cômoros escalvados, repentinamente verdejantes. A vegetação recama de flores, cobrindo-os, os grotões escancelados, e disfarça a dureza das barrancas, e arredonda em colinas os acervos de blocos disjungidos de sorte que as chapadas grandes, entremeadas de convales, se ligam em curvas mais suaves aos tabuleiros altos. Cai a temperatura. Com o desaparecer das soalheiras anula-se a secura anormal dos ares. Novos tons na paisagem: a transparência do espaço salienta as linhas mais ligeiras, em todas as variantes da forma e da cor.

Dilatam-se os horizontes. O firmamento, sem o azul carregado dos desertos, alteia-se, mais profundo, ante o expandir revivescente da terra.

E o sertão é um vale fértil. É um pomar vastíssimo, sem dono.
Depois tudo isto se acaba. Voltam os dias torturantes; a atmosfera asfixiadora; o empedramento do solo; a nudez da flora; e nas ocasiões em que os estios se ligam sem a intermitência das chuvas - o espasmo assombrador da seca."

O HOMEM

"O sertanejo é, antes de tudo, um forte".

Trechos extraídos do livro "Os Sertões".
Paisagens do Nordeste - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...